23/11/2009

"Não se sabe como acontece, nem quando. Digo o desejo, que tudo arrasta, tudo envolve num aperto que asfixia. A vontade de anular todo o intervalo entre as coisas no ardor dos corpos, no misturar das línguas."

Asfixia - Pedro Paixão

3 comentários:

Lebasiana disse...

ai que ainda faltam tantos dias... e eu aqui a ler estas coisas... ai minha santas... manda-me o meu maridao depreeesssssssssssaa!!!

jinhos

Ana disse...

Gostei :)

Rita disse...

:)